Voltar

Produtor, você é um bom gestor?

Por: Isaias Rocha de Melo Júnior 
Engenheiro Agrônomo
Trainee em Supervisão de Projetos e Qualidade da CCPR | Itambé

A palavra gestão, embora muitas vezes não esteja presente em nosso dia a dia, nada mais é do que o ato de gerir ou administrar um negócio. É difícil ter uma situação financeira estável e de sucesso sem um gerenciamento rígido e consciente das suas atividades. Mas e você, produtor, tem praticado essa ideia na sua empresa rural?Muitas vezes, confundimos gerir uma propriedade com apenas cuidar da parte econômica da fazenda, em que fazemos as contas de despesas (saídas) e receitas (entradas). Mas, na verdade, uma propriedade leiteira requer mais planejamento do que, basicamente, gestão financeira.

Para ser um bom gestor, devemos nos atentar a vários itens, como planejamento econômico, nutricional e organizacional. Que tal falarmos um pouco desses
três itens?

Planejamento econômico

Como já dito pelo estatístico William Edwards Deming, "não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende e não há sucesso no que não se gerencia". Portanto, antes de afirmar que o leite não é um negócio muito atrativo ou que tem baixa lucratividade, devemos saber quanto custa produzir um litro de leite na fazenda. Essa informação não é simples e requer controle e organização na propriedade, uma vez que engloba todas as despesas referentes ao último ano de atividade. Após acessarmos todo esse levantamento, podemos ver onde se perde ou se gasta mais dinheiro e, então, traçar metas para regularizar essa situação, garantindo o sucesso da empresa.

Planejamento nutricional

Uma frase muito dita nas propriedades rurais é que "o leite entra pela boca dos animais", o que não deixa de ser uma grande verdade. Para explorar o máximo potencial produtivo de cada animal, é necessário oferecer alimentação de qualidade. Para tanto, devemos sempre nos planejar, identificando quantos animais compõem nosso rebanho, quais as áreas da fazenda são reservadas ao plantio e quais as culturas utilizadas. Outra estratégia para melhorar a dieta dos animais é realizar compras estratégicas de insumos para o concentrado, pois, assim, conseguimos menores preços, subprodutos de qualidade e não nos tornamos reféns das sazonalidades dos componentes do concentrado. Dessa forma, forneceremos uma dieta de qualidade ao rebanho.

Planejamento organizacional

Toda fazenda possui vários setores, cada um com sua particularidade, e é de extrema importância saber delimitá-los com clareza. Além disso, o produtor deve viabilizar a seus funcionários formas de trabalho que facilitem suas tarefas, maximizando o rendimento de cada um deles. Para isso, podemos utilizar protocolos-padrão pré-estabelecidos, como Kan ban, Poke Yoke, 5S, Gestão à Vista, Quadro de Avisos, Cronograma de Atividades e Planos de Ação. Muitas vezes, essas ferramentas são negligenciadas por proprietários ou gerentes das fazendas, mas podem se tornar grandes aliadas quando bem utilizadas, pois potencializam o desenvolvimento da produção.

Quando bem definida e executada, a gestão das atividades desempenha um papel de extrema importância para sua propriedade. Ela garante que processos sejam devidamente definidos para manutenção de rotinas organizadas, mensuração de possíveis ameaças e oportunidades, busca de diferenciais de atuação que resultem em destaque no mercado, estabelecimento de metas, investimentos e, principalmente, otimização de custos e maximização de ganhos, a fim de assegurar o retorno desejado em suas atividades.


Informativo do preço do leite pago ao produtor ccpr

De acordo com a lei 12.669 de 19 de junho de 2012, informamos o preço bruto mínimo pago pelo leite a ser fornecido em Outubro de 2018.